Blog da Improve It

XP Rio on Rails

Publicado por Vinicius Manhães Teles há mais de 7 anos.

Próxima reunião do [XP Rio][]: [XP Rio][] on [Rails][r] - Terça, 24/out/2006 - 19h - SENAC - R. Santa Luzia, 735/7o. andar - Rio de Janeiro, RJ Assunto: [XP Rio][] on [Rails][r] - Como o uso do [Ruby on Rails][r] pode turbinar projetos web que usam [XP][] ou outras [metodologias ágeis][ma]. Formato: Show me the code! Nessa apresentação não haverá Power Point, nada de slides. Um pequeno site será desenvolvido do zero, durante o período de uma hora, com iterações de 20 minutos. O banco de dados irá evoluir de forma incremental, assim como as demais partes da aplicação. O que você verá: * Principais conceitos do [Rails][r] * Forma de persistir dados * Validação de dados em formulários * Evolução incremental do banco de dados com migrations * [MVC][] no [Rails][r] * [Testes automatizados][tdd] * Uso de fixtures nos testes * Uso de [mocks][] nos testes Tudo isso em apenas uma hora? Sim, afinal, trata-se do [Rails][r]! :-) Data, hora e local: Terça-feira, 24/out/2006 às 19h SENAC - R. Santa Luzia, 735/7o andar - Centro - Rio de Janeiro Precisa se inscrever? Não. A entrada é gratuita e não é necessário fazer inscrição, nem confirmar presença. Você pode perder essa? De jeito nenhum. Mas, venha preparado. A produtividade no desenvolvimento com [Rails][r] é tão acima do normal, que você pode ter problemas para voltar ao trabalho no dia seguinte. ;-) Apresentadores Marcos Tapajós ([Improve It][]) Marcelo Alvim ([Improve It][]) [Vinícius Teles][v] ([Improve It][]) [XP Rio]: http://tech.groups.yahoo.com/group/xprio [r]: http://www.rubyonrails.com.br [XP]: http://www.improveit.com.br/xp [MVC]: http://pt.wikipedia.org/wiki/MVC [mocks]: http://www.improveit.com.br/xp/praticas/tdd/mock_objects [tdd]: http://www.improveit.com.br/xp/praticas/tdd [Improve It]: http://www.improveit.com.br [v]: http://www.improveit.com.br/vinicius [ma]: http://www.improveit.com.br/xp/manifesto_agil

Tags ,  | 2 comentários

O que você achou? Coloque seus comentários e sugestões abaixo!

Acompanhe o RSS dessa página.

Comentários (2 até o momento)

  1. Marcos Douglas disse 6 dias depois:

    Como eu falei (no post anterior) ontem estive na reunião de ontem. Gostei da dinâmica e do exemplo para mostrar os principais conceitos do Rails. A ImproveIT está de parabéns. Obs: A resolução da tela tinha que ser maior ;) Comentários sobre Rails: A princípio todos ficam maravilhados com as possibilidades do Rails; sua produtividade e simplicidade. No entanto tudo isso tem um preço. A muito tempo que existe ferramentas RAD desse tipo e até mais "rápidas" ou "produtivas". Posso citar o Delphi, que é RAD desde que nasceu. No Delphi eu faria um CRUD mestre-detalhe, com tratamento de erro e ainda com relatório, tudo isso em 15min! Mas como eu disse, tudo isso tem um preço, um preço a longo prazo... Não codificar muito não significa, necessariamente, simplicidade e/ou produtividade. Temos que analisar bem nossas ferramentas antes de cair-de-cabeça em todas as "novas tecnologias". Talvez pq o Rails seja OpenSource, todos estão maravilhados. Imagina se o Delphi fosse OpenSource...
  2. Vinícius Manhães Teles disse 6 dias depois:

    Marcos, muito obrigado pelos parabéns e pela presença ontem. :-) Ficamos felizes por você ter gostado e esperamos que a apresentação tenha sido útil. Com relação ao Delphi, concordo com você quanto a produtividade, mas acho que estamos comparando coisas diferentes. Rails é para web, enquanto Delphi é produtivo para aplicações desktop. São coisas diferentes. No mundo web, existem inúmeras propostas que buscam alcançar o nível de produtividade que o Delphi oferece no mundo desktop. O que nos chamou a atenção em relação ao Rails não tem muito a ver com o fato de ser open source. Pra ser honesto, eu particularmente não me importo com isso. Gosto de software bom, seja ele open source ou não. Tanto que uso Mac OS X, ao invés de Linux e quando programo em Java, por exemplo, prefiro o IntelliJ, ao invés do Eclipse. Mesmo quando programo em Rails, prefiro o Textmate, ao RadRails (que só usei ontem porque quase ninguém na platéia usa Macs). Nenhum desses softwares que citei como sendo da minha preferência são open source. O interesse pelo Rails tem razões mais profundas. Você comentou que "precisamos analisar bem nossas ferramentas antes de cair-de-cabeça em todas as 'novas tecnologias'". Concordo demais com isso a tal ponto que em meu livro, por exemplo, tem uma parte que trata especificamente desse assunto e alerta para os riscos de se adotar a última moda nos projetos. No livro, há até depoimentos de algumas pessoas, mostrando o quanto erraram por se lançar na última novidade sem analisar bem a questão. Então, por que todo esse movimento da nossa parte em favor do Rails? Basicamente porque tivemos experiência com várias alternativas, em outras plataformas e, pela primeira vez, nos deparamos com algo que faz sentido. Na plataforma Java, por exemplo, todos que trabalham comigo sabem há anos o quanto eu critico o Struts e o Hibernate. Não gosto nem de um, nem do outro, devido à complexidade que adicionam ao processo de desenvolvimento (grande parte da qual considero desnecessária). Por essa razão, só os utilizei até hoje em projetos nos quais fui forçado a isso. Por minha própria conta, não os usaria. O que me chamou a atenção no Rails é que ele oferece as coisas boas que o Struts e o Hibernate oferecem, mas não vem com o custo de complexidade que esses dois frameworks carregam. Além disso, os conceitos fazem sentido, funcionam de forma harmônica e a linguagem que está por traz adiciona ainda mais simplicidade. Por essa razão, eu que sempre fiz propagando do XP, mas nunca fiz propaganda de frameworks, pela primeira vez estou fazendo isso, estou ajudando a promover o Rails. Portanto, concordo com praticamente tudo o que você escreveu, mas apenas observo que a opção pelo Rails não tem a ver exatamente com o fato de ser uma ferramenta nova, nem open source, mas sim com o fato de ser algo que nos pareceu especial até o momento, sob diversos aspecto. Obrigado pelo comentário, pelo interesse e pelas opiniões. É fantástico quando encontramos alguém com outros pontos de vista. Aprendemos muito mais assim e, eventualmente, descobrimos que temos que rever nossos conceitos. :-)